02/03/2016

O Planeta dos Macacos

Postado por Jader Dalmas |

Em pouco tempo, os desbravadores do espaço descobrem a terrível verdade: nesse mundo, seus pares humanos não passam de bestas selvagens a serviço da espécie dominante... os macacos. Desde as primeiras páginas até o surpreendente final – ainda mais impactante que a famosa cena final do filme de 1968 –, O planeta dos macacos é um romance de tirar o fôlego, temperado com boa dose de sátira. Nele, Boulle revisita algumas das questões mais antigas da humanidade: O que define o homem? O que nos diferencia dos animais? Quem são os verdadeiros inimigos de nossa espécie? Publicado pela primeira vez em 1963, O planeta dos macacos, de Pierre Boulle, inspirou uma das mais bem-sucedidas franquias da história do cinema, tendo início no clássico de 1968, estrelado por Charlton Heston, passando por diversas sequências e chegando às adaptações cinematográficas mais recentes. Com milhões de exemplares vendidos ao redor do mundo, O planeta dos macacos é um dos maiores clássicos da ficção científica, imprescindível aos fãs de cultura pop.

O Planeta dos Macacos é um livro de ficção científica que mistura a busca de outros planetas habitáveis com o futuro que o autor propõe ao nosso planeta, assim fazendo o protagonista vivenciar de antemão o que se sucederia de nosso planeta, e assim ao voltar a Terra, ele encontra o mesmo ambiente o qual vivenciou em outra galáxia.

Para quem gosta de histórias que misturam ciência com fatos que pretendemos nunca nos acometer, este é a leitura ideal, uma vez que ao fazê-lo, junta termos técnicos e linguagem rebuscada com um ambiante no qual a inversão de personagens que atuam na sociedade faz com que o romance se torne peculiar sendo o discorrer da história bem intrigante ao leitor.

O que mais me chamou atenção no livro foi sua organização que permitiu conectar personagens de modo a priorizar a comunicação sobre a inteligência científica, mostrando que o comodismo e o conformismo podem ser chaves para uma sociedade eficaz e não eficiente.

Em suma, é um livro intrigante, que faz o leitor se apaixonar por cada página lida, assim tanto aprendendo quanto relacionando analogias do autor com a sociedade dos macacos a sociedade moderna que possivelmente vivemos.

0 comentários:

Subscribe