26/03/2015

Uma Escolha Imperfeita

Postado por Jader Dalmas |

     Yvonne Carmichael trabalhou duro para conquistar a vida que sempre quis: uma carreira bem-sucedida em genética, uma bela casa, um bom relacionamento com o marido e seus dois filhos adultos. Um dia, porém, ela conhece um estranho na Casa do Parlamento e, num impulso, começa um ardente caso com ele. No início, acha que conseguirá manter a relação separada do resto de sua vida, mas ela não pode controlar o que acontece em seguida. Todos os seus planos cuidadosos se transformam numa escalada de enganos, culminando, por fim, em um inominável ato de violência. Uma escolha imperfeita é tanto um thriller psicológico quanto um exame revelador dos valores pelos quais todos nós vivemos e das escolhas que fazemos.

Uma Escolha Imperfeita é um livro sobre o tramite de uma história julgada em um tribunal, a qual se saberá o veredito apenas nas últimas páginas da leitura. Esta história é baseada em uma família típica do subúrbio de Londres a qual possui algumas peculiaridades quanto ao seu relacionamento afetivo e ao grande grau de estudo que os chefes de família possuem, grau que determinadas pessoas consideram de muito poder para os acontecimentos que o livro relata.

Para quem gosta de suspense mixado com uma história de tribunais contada por um dos espectadores, este é o livro, pois ao final dele descobrimos que quem nos conta a história realmente tenta ser imparcial, mas apenas relata sua visão do todo, deixando o conhecimento do caso limitado a visão que lhe foi ofertada.

O que mais me chamou atenção no livro foram os casos ocorridos por Yvonne Carmichael, que nos deixam pensativos sobre haver algum nicho da sociedade totalmente protegido de determinados acontecimentos, os quais julgamos ocorrer apenas com pessoas sem conhecimento ou desfavorecidas socioeconomicamente.

Em suma, este é um livro sobre um julgamento que nos contam acontecimentos inesperados pelas vítimas, mas que pode acontecer a qualquer um que não se previna adequadamente. Assim vale a pena avaliar se as consequências dos atos valem o risco corrido além dos valores quebrados por estes atos.

0 comentários:

Subscribe