É 1908 e acumulam-se tensões internacionais enquanto o mundo caminha inexoravelmente para a guerra. Após um talentoso projetista de canhões de couraçados morrer em um aparente suicídio, sua filha, angustiada, recorre à lendária Agência Van Dorn para limpar o nome do pai. Van Dorn põe seu principal investigador no caso, Isaac Bell, que logo percebe que as pistas apontam não para suicídio, mas para assassinato. E quando se seguem outras mortes mais suspeitas, fica evidente que alguém — um ardiloso espião — está orquestrando a eliminação das mentes tecnológicas mais brilhantes... Mas isso é apenas o começo.

O Espião é um livro de aventura que envolve mais espionagem do que descoberta territorial, muito focado na história acaba por privar o leitor do prólogo e epílogo, entretanto não deixa a desejar, uma vez que mesmo sem estas partes a história se torna envolvente deixando o leitor com anseio por ler o próximo capítulo.

Para quem gosta de livros de aventura e espionagem que juntam as missões impossíveis com uma possibilidade única de ser solucionada, esta é a leitura ideal uma vez que o protagonista passa por vários apuros chegando ao final do livro pronto para uma próxima missão; além disso o livro é independente, pois mesmo não lendo os anteriores o leitor não se perde na história.

A Série "Isaac Bell Adventures" - em português "Uma Aventura de Isaac Bell", é focada em Isaac Bell e a Van Dorn, agência de detetives para a qual trabalha, que a cada livro se depara com uma diferente aventura como sugere o título, composta de 7 livros, são eles:

1° The Chase (2007);
2° The Wrecker (2009);
3° The Spy (2010) - Em português: O Espião;
4° The Race (2011);
5° The Thief (2012);
6° The Striker (2013);
7° The Bootlegger (2014);

O que mais me chamou atenção no livro foram as partes na qual o protagonista passa por situações na qual eu não via saída, entretanto ele achou uma saída válida. Além disto, também gostei das estratégias de descoberta de informação aplicadas tanto pelo protagonista e seus colegas de trabalho, assim como os "inimigos", que deixou as informações reveladas ao longo da história muito mais interessantes e valiosas.

Em suma, é um livro de suspense que te prende a cada capítulo e pode ter uma reviravolta em um piscar de olhos. O único inimigo do leitor neste caso é uma leitura desatenta que o fará perder o fio da meada.

0 comentários:

Subscribe