17/04/2014

Ghost Rider: A Estrada da Cura

Postado por Liliane Cristine |


Após a morte da única filha, Selena, e da esposa, Jackie, o músico Neil Peart se transformou em um fantasma – um homem sem motivação, esperança ou fé. Sozinho em casa, convivendo com as lembranças, ele decide pegar a estrada com sua moto, uma BMW R1100GS, para rodar por 90 mil quilômetros, sem destino, em busca de um motivo para preencher o vazio que sente. Esta é a história real de um homem que partiu carregando a morte e o luto, mas transformou sua jornada em uma poderosa narrativa sobre a solidão, o amor e, acima de tudo, a paixão pela vida, mesmo quando tudo ao nosso redor nos leva a desistir dela.

Neil Peart é compositor e baterista da banda de rock Rush que teve em sua vida duas perdas trágicas, a morte da única filha, Selena, e menos de um ano depois também da sua esposa, Jackie.

Narrado ao longo de dois anos após a morte de sua esposa e filha, Neil conta o seu processo de cura, o que fez para seguir em frente.

Para amenizar a imensa dor da perda e fugir de tudo e todos que fazia lembrar-se delas. Neil, sozinho, teve forças para trilhar uma viagem com a sua moto, mas sem um destino específico, o importante era apenas manter-se em movimento...

A jornada obrigava-o a reconstruir sua vida e fazer novamente as pazes com ela, encarando frente a frente somente com a sua moto todos os acontecimentos inesperados que sempre ocorre numa viagem sem planejamento e destino. E vivenciar outras experiências, sentir novamente a beleza que a vida pode oferecer através de uma simples mas inesquecível viagem.  

O relato desta viagem é feita através de uma série de narrativas, com relatos pessoais, como um formato de diário e cartas para amigos e familiares. Compartilhando com os leitores o que se passa com o seu próprio corpo, mente e alma. Do desespero à alegria, sem se privar dos prazeres ou da dor.

Para mim, o livro foi inspirador, em algum momento de nossa vida iremos passar por alguma dificuldade ou grande perda e esse livro é um bálsamo aos corações aflitos... Uma lição de vida! Neil, poderia ter simplesmente ficado em casa, de fossa no meio de bebidas e tristeza. Mas, ele escolheu se levantar e se mover. Abraçando a vida com atividades saudáveis, como a de pegar a sua moto e explorar o mundo...

Não posso deixar de mencionar que suas descrições fazem você se sentir como se estivesse na garupa de sua moto. E da boa sensação que tive ao terminar o livro: Neil definitivamente fazendo as pazes com a vida. Não procurando mais razões e explicações, simplesmente aceitando a vida como ela é...

0 comentários:

Subscribe