04/10/2011

Água para Elefantes

Postado por Liliane Cristine |

Desde que perdeu sua esposa, Jacob Jankowski vive numa casa de repouso, cercado por senhoras simpáticas, enfermeiras solícitas e fantasmas do passado. Por 70 anos Jacob guardou um segredo. Ele nunca falou a ninguém sobre os anos de sua juventude em que trabalhou no circo. Até agora.

Aos 23 anos, Jacob era um estudante de veterinária. Mas sua sorte muda quando seus pais morrem num acidente de carro. Órfão, sem dinheiro e sem ter para onde ir, ele deixa a faculdade antes de prestar os exames finais e acaba pulando em um trem em movimento - o Esquadrão Voador do circo Irmãos Benzini, o Maior Espetáculo da Terra.


Admitido para cuidar dos animais, Jacob sofrerá nas mãos do Tio Al, o empresário tirano do circo, e de August, o ora encantador, ora intratável chefe do setor dos animais.


É também sob as lonas dos Irmãos Benzini que Jacob vai se apaixonar duas vezes: primeiro por Marlena, a bela estrela do número dos cavalos e esposa de August, e depois por Rosie, a elefanta aparentemente estúpida que deveria ser a salvação do circo.


"Água para Elefantes" é tão envolvente que seus personagens continuam vivos muito depois de termos virado a última página. Sara Gruen nos transporta a um mundo misterioso e encantador, construído com tamanha riqueza de detalhes que é quase possível respirar sua atmosfera.


“Água para Elefantes”  é uma história muito cativante contada pelo personagem Jacob refletindo sobre o seu tempo como um veterinário do circo e seu amor por Marlena. Gostei muito da visão sobre a vida do circo durante a Grande Depressão dos EUA, com todos os seus desvarios, tragédia e personagens coloridos.

Os detalhes da vida do circo são perfeitamente bem descritos pela autora, trazendo-nos histórias fascinantes e perturbadoras tanto dos personagens humanos como dos animais, nos fazendo sentir muito próximos ao mundo fantástico do circo.

O livro narra a história de Jacob, jovem repleto de sonhos, estudante de veterinária, descobre que seus pais foram mortos em um acidente e assim é deixado sem família, sem dinheiro, fazendo largar a própria faculdade. Sem perspectiva, acaba pegando um trabalho com um circo itinerante e sua vida toma um rumo que ele nunca tinha imaginado... Se tornando parte da família do circo.

Mas, além do circo, o livro retrata muito mais, a autora Sara Gruen enfatiza a importancia da amizade, lealdade e o amor, sem esquecer as relações que Jacob desenvolve durante esses anos com o circo.

E se pensarmos de forma mais ampla, este livro foi como um tapa na cara, abrindo temas atuais, como o mal tratamento dos idosos, dos animais e pessoas de uma classe diferente. Houve momentos que eu temia a história se tornar deprimente, mas isso felizmente não aconteceu, teve a medida certa, com grandes lições a serem praticadas...

Agora, o grande destaque foi a ascensão inesperada no final... Mas, deixo vocês leitores do Nossos Romances descobrirem ;)

Recomendo!

6 comentários:

Lilian disse...

Já tive vontade de ler esse livro, mas depois que soube das cenas de violência (com animais, especialmente), decidi não arriscar nem o livro nem o filme. =( Acho que não me faria bem.

Débora Lauton disse...

O livro é muito bonito, agora preciso assistir o filme (mas quis esperar esquecer um pouco a história para não me decepcionar com os detalhes)... Gostei muito do Jacob, do jeito que ele se tornou um velho um tanto ranzinza e o final foi bem legal... hollywodiano, mas legal... achei que seria triste e foi surpreendente...
beijos,
Dé...

Fernanda disse...

Ele tá aqui na minha estante, Lili. Só falta eu ler. Todo mundo elogia esse livro, deve ser bom mesmo :)

Bjs

Tá Rodrigues disse...

Lili, estava com saudades do seu blog, fazia um tempinho que não vinha por aqui.
Olha eu vi o filme que é bem bonito, mas tenho certeza que o livro deve ser muito melhor. Está na minha lista de leituras.

Bjos.

Caroll disse...

Lili,
Achei o filme belíssimo,mas ainda não tive a oportunidade de ler o livro.
Adoro seu blog!
Abraços

Sweet-Lemmon disse...

Eu li esse livro faz tempo (bem antes do filme) e sim é uma bela estória. Eu gostei mas não amei, sabe? Pra mim, o melhor do livro é a Rosie e o pior, a Marlena.

Bjos!

Subscribe