14/08/2011

Duas Vidas Por Um Fio

Postado por Liliane Cristine |

A caçadora de recompensas mais sexy e atrapalhada de Trenton, Nova Jersey, está de volta em Duas vidas por um fio. Desta vez, Stephanie Plum precisa seguir a trilha de Kenny Mancuso, um rapaz que desaparece do mapa depois de atirar em seu melhor amigo e enriquecer misteriosamente. Como serviço extra, ainda tem que investigar o sumiço de um carregamento de caixões comprados pela funerária local. Os romances de Evanovich estão sempre no topo da lista de mais vendidos do The New York Times. Autora de mais de 30 livros, ela já vendeu mais de 45 milhões de exemplares de suas séries policiais e recebeu diversos prêmios, entre eles o Crime Writers e o Dilys Award da Independent Mystery Booksellers Association, do qual foi duas vezes ganhadora.

Este é o segundo livro da série Stephanie Plum, a minha caçadora de recompensas favorita!

Todos os personagens regulares do primeiro livro estão de volta. Stephanie Plum, aparentemente como uma perita caçadora de recompensas, que cá prá nós também é uma das pessoas mais “sortudas” por se meter em problemas mesmo que sem querer... Ranger, o caçador de recompensas e mentor também está de volta, mas desempenha um papel um pouco menor do que o primeiro livro. No entanto, a espirituosa Vovó Mazur claramente rouba a cena neste livro, mas falarei dela daqui a pouco...

Não pude deixar de me divertir com os diálogos afiados e mais uma vez tão bem construídos da autora Janet Evanovich. O livro é puro entretenimento! E como no primeiro livro, não tinha como não se divertir com Stephanie e Morelli! Todas as cenas esses dois aprontam alguma e eu fiquei vidrada com cada cena e diálogo trocado por eles... Mas, para mim ainda o grande destaque do livro foi a vovó Mazur... Eu ri em voz alta as suas atrapalhadas e o seu desempenho desastroso em tentar ajudar Stephanie em sua nova missão como caçadora de recompensas... Para vocês terem uma idéia, a vovó Mazur adora funerais, isso mesmo, e ela sempre quando pode dá uma de penetra falando sobre a aparência do morto, as vezes um tanto ultrajante, mas muito engraçado! Ri demais com essa personagem que em cada capitulo mostra mais da sua personalidade, crescendo gradativamente até o final nos deliciando com seus comentários e sua mente afiada! Mas, abro aspas também para a família de Stephanie com os seus estereótipos bastante caracterizados de uma família italiana em Nova Iorque... Muito hilário!

Portanto, neste segundo livro posso dizer que o enredo novamente é bem desenvolvido, e as voltas e reviravoltas são muito abundantes. Janet Evanovich mantém o tom cômico de seus diálogos anexando a trama policial que só será desvendada no finalzinho... Em suma, eu gostei! Não sei se é melhor que o primeiro, mas a escrita mantém o padrão do primeiro livro, com o acréscimo da Vovó Mazur, posso dizer que o livro me divertiu demais!

3 comentários:

Lilian disse...

Eu tb gosto mais do primeiro (e do terceiro, que sabe Deus se a Rocco lança este ano). Mas esse tem muitos momentos hilários também.

Esse é o livro que a Janet menos gosta, sabia? Mas é uma boa diversão. Desopila o fígado que é uma beleza... rs.

Beijos!

Vivi disse...

Ah, JE sempre é uma boa ideia para os bons e maus dias, né? Leitura sem estresse que nos faz rir naturalmente.

Beijocas

Débora Lauton disse...

Ah, eu nem posso falar muito... eu tenho uma tia avó que também adora funerais... juro que ela vai quase toda semana, mesmo quando não conhece o morto ou a família... ela é um amorzinho, sabe?? Então nem da pra gozar...rsss
Eu preciso ler esse...
beijos,
Dé...

Subscribe