10/03/2011

Lançamentos da Editora Objetiva + promoção

Postado por Liliane Cristine |

Mais uma nova parceira do blog! =D 
Desta vez é a Editora Objetiva que sempre lança livros maravilhosos! Realmente fiquei muito feliz em ser contatada pela editora oferecendo parceria! E para começar estão aqui os dois novos lançamentos da editora para o mês de março e abril. 

Nem preciso dizer que o segundo livro aqui da lista está sendo muito aguardado por mim! Eu sou fã da autora Audrey Niffenegger e quando fiquei sabendo do seu mais novo livro corri para o skoob e coloquei em minha lista de desejos. Mas, graças a parceria estarei recebendo em breve o livro e depois posto o que achei do livro para vocês!
Aqui vai então os releases dos dois livros:


Destino

E se o governo escolhesse com quem você vai passar o resto da vida?

Na lista dos mais vendidos do New York Times.

“Uma história de amores proibidos, poemas esquecidos pelo tempo e a ânsia de uma adolescente por se libertar e poder pensar por si própria. Remete a clássicos como Fahrenheit 451 e deixará
os leitores ávidos pelas continuações que virão” – Publishers Weekly

Destino é uma estreia maravilhosa. Uma verdadeira cartilha para encorajar
os jovens a sempre questionar.”  - Los Angeles Times

Primeiro volume de uma trilogia, Destino, da autora americana Ally Condie, em poucas semanas figurou na lista do New York Times. Na distopia criada pela autora, o futuro parece muito tranquilo. Os indivíduos têm acesso à educação, emprego e todo o bem-estar que um governo pode proporcionar - as ruas são extremamente limpas e organizadas e os meios de transporte são moderníssimos. Mas é esse mesmo governo, a quem todos chamam agora de Sociedade, é que decide onde se deve morar, o que comer, onde trabalhar, como se divertir, com quem se casar e quando se deve morrer.

            “Quando penso sobre de onde veio a idéia para este livro, tenho que dar todos os méritos ao meu marido", revela a autora. "Nós estávamos tendo uma conversa sobre casamento, e ele perguntou: e se o governo pudesse decidir com quem as pessoas deveriam casar, e se este sistema fosse realmente excelente? E então nós começamos a falar sobre a idéia das pessoas serem divididas por pares."

            Em Destino, a protagonista Cassia tem absoluta confiança nas escolhas que a Sociedade lhe reserva. Ter o futuro definido pelo sistema é um preço aparentemente pequeno a se pagar por uma vida tranquila e saudável e pela escolha do companheiro perfeito para formar uma família. Como a maioria das meninas, aos 17 anos, ela já está pronta para conhecer seu Par. Após o anúncio oficial, a menina sente-se mais segura do que nunca. Romântica, sonhava há anos com o momento do Banquete do Par, a cerimônia em que a Sociedade aponta aos jovens com quem irão casar. Quando surge numa tela o rosto de seu amigo mais querido, Xander – bonito, inteligente, atencioso, íntimo dela há tantos anos –, tudo parece bom demais para ser verdade.

            Na cerimônia, Cassia recebe um microcartão onde estão armazenadas todas as informações que precisa saber sobre seu futuro marido. Mas ao inseri-lo no terminal de sua casa, tem uma grande surpresa: a tela se apaga, volta a se acender por um instante, revelando um outro rosto, e se apaga de novo. É Ky Markham, um antigo vizinho, quem ela vê. Neste instante, o mundo de certezas absolutas que conhecia parece se desfazer debaixo de seus pés. Agora, Cassia vê a Sociedade com novos olhos e é tomada por um inédito desejo de escolher. Escolher entre Xander e o sensível Ky, entre a segurança e o risco, entre a perfeição e a paixão.

A partir deste momento, Ally Condie cria um clima de angústia e expectativa em função da culpa que a adolescente sente por estar se desviando do que a Sociedade espera. Ao contrário de outras obras de ficção científica, o livro não é centrado em cenas de ação. “O universo de Destino foi inspirado em uma série de pequenas experiências ao longo de minha vida. Coisas aparentemente simples, mas que me marcaram de forma profunda, como aquela conversa com meu marido sobre o futuro e o meu baile de formatura. E outras coisas ainda mais genéricas, como a sensação de se apaixonar ou ter o primeiro filho. Acho que o meu livro é diferente das obras do mesmo gênero exatamente por estar centrado em questões mais introspectivas.”

Lançado em novembro de 2010, os direitos do livro já foram vendidos para mais de trinta países e a adaptação para o cinema será feita pela Disney em associação com a Offspring Entertainment, após uma acirrada disputa com a Paramount Pictures.

Sobre a autora:

Ally Condie é ex-professora de Inglês do ensino médio. Abandonou a profissão para se tornar mãe em tempo integral e, a partir daí, começou a escrever por hobby. Antes de Destino, publicou cinco outros romances para jovens. Atualmente vive com o marido e seus três filhos nos subúrbios de Salt Lake City, Utah.


Título: Destino
Autor: Ally Condie
Tradutor: Lívia Brandão
Editora: Suma de Letras/Objetiva
(240 páginas)
Lançamento: para o mês de ABRIL


E não percam a oportunidade em adquirir o livro DESTINO em uma excelente promoção que a Livraria Saraiva está promovendo!

Acabei de receber da Editora Objetiva o link de pré-venda da Saraiva para o livro “Destino”. Essa é uma ação promocional exclusiva para os blogueiros parceiros da editora!

É só clicar no link abaixo para você comprar o livro numa super oferta!

E quer saber quanto?

Por apenas R$22,40!

Para adquirir é só clicar no link abaixo: E aproveitem que a promoção é por tempo limitado!



Uma Estranha Simetria

Audrey Niffenegger

Da mesma autora do best-seller A Mulher do Viajante no Tempo,
com mais de cinco milhões de exemplares vendidos

“Maduro, complexo e convincente.” – The New York Times

“Como em A Mulher do Viajante no Tempo, um romance que transpõe
todas as barreiras naturais.” – The Washington Post

            Depois de uma elogiada estréia literária, Audrey Niffenegger escreve em seu segundo romance sobre a relação entre irmãos gêmeos. A história de Uma estranha simetria, gira em torno da morte de Elspeth Noblin, que transforma-se em um fantasma. “Elspeth se torna um fantasma porque, ao morrer, ela se recusa a ir embora. É essencialmente a sua própria vontade que a mantém aqui. O que eu deixo um pouco no ar é o quão sincera ela está sendo. Ao longo do livro é a sua extrema força de vontade que faz tudo acontecer”, explica a autora.

                Quando Edie, a irmã gêmea de Elspeth, recebe a notícia de sua morte, vem junto uma surpresa: ela deixou para as sobrinhas o seu apartamento com vista para o imponente cemitério Highgate, em Londres – com a condição de que as duas vivam lá por um ano. Quanto a Edie e seu marido, Jack, o testamento estipula que não podem acompanhar as meninas na mudança nem entrar no apartamento.

                “Querida e, Eu te disse que avisaria... então lá vai... adeus. Tento imaginar como seria se fosse com você... mas é impossível imaginar um mundo sem você, mesmo depois de termos passado tanto tempo separadas. Não deixei nada para você. Você recebeu a minha vida. É o bastante. Em vez disso, estou fazendo uma experiência... deixei tudo para as gêmeas. Espero que elas apreciem. Não se preocupe, tudo vai ficar bem. Diga adeus ao Jack por mim. Com amor, apesar de tudo,e”.

                As gêmeas Julia e Valentina, de 20 anos, têm uma forte conexão, como se espera de irmãs condicionadas à presença uma da outra desde o útero. Situação muito diferente da que vivia sua mãe e sua tia, Elspeth: não se viam há 21 anos, e viviam a um oceano de distância. As meninas nunca tinham estado em Londres. Nunca haviam saído dos Estados Unidos. Londres era a terra de sua mãe, mas Edie e Jack raramente falavam sobre o assunto. Agora, Edie era americana – tinha se tornado nativa, ou quase isso. A família Poole morava em um subúrbio de Chicago que fingiu, em seus primórdios, ser uma aldeia inglesa.

             Mas a descoberta de que estava prestes a morrer, faz com que Elspeth quisesse se aproximar de suas sobrinhas. As razões da tia, desvendadas pouco a pouco, são inusitadas e inesperadas. Em uma carta endereçada as gêmeas, ela revela: “Eu esperava conhecê-las algum dia, mas isso não vai acontecer. Talvez vocês estejam se perguntando por que estou deixando todos os meus badulaques para vocês e não para a sua mãe. A melhor explicação que posso dar é que me sinto bastante esperançosa em relação às duas. Fico curiosa em saber que proveito poderão tirar da situação. (...) Talvez vocês considerem minhas condições um pouco duras. (...) Não estou tentando semear discórdia na sua família. Estou tentando proteger minha própria história. Uma coisa ruim sobre estar à beira da morte é que comecei a sentir que minha vida está sendo apagada. Outra coisa ruim é que não vou conseguir descobrir o que vai acontecer depois”. É assim que Julia e Valentina, segunda geração de gêmeas da família Poole, partem rumo a uma experiência transformadora.

Sobre a autora:

AUDREY NIFFENEGGER, nascida em 13 de junho de 1963, em South Haven, Michigan, é artista plástica. Além de seu livro de estreia, A Mulher do Viajante no Tempo, que vendeu mais de cinco milhões de exemplares em todo o mundo, ela é autora de dois livros ilustrados, The Three Incestuous Sisters e The Adventuress. Audrey vive em Chicago. Durante o processo de pesquisa para Uma Estranha Simetria, morou em Londres e trabalhou como guia no Cemitério Highgate. Segundo ela, sempre que visita a cidade, vai ao cemitério e, por vezes, em finais de semana, acaba guiando um ou outro grupo.



Título: Uma Estranha Simetria
Autor: Audrey Niffenegger
Tradutor: Lívia de Almeida
Editora: Suma de Letras
Lançamento: para o mês de Março

5 comentários:

Cláudia Charão disse...

Parabéns pela parceria Lili :)

Os 2 livros parecem ótimos

Mirelli Lima disse...

Oi Lili
Esses dois livros já estão bombando né?
Só não aguento mais tantos lançamentos, gostaria de conseguir acompanhar e comprar todos assim que são lançados! ;(

Beijokas
Mirelli

Vivi disse...

Estranha simetria...as duas palavras juntas dá medo!
Bjs

Lili disse...

Oi Meninas! Estou sentindo a mesma coisa Mirelli! Tem muito livro bom bombando e fica difícil ler todos! rs
O jeito é ir devagarzinho e apreciar com calma o que pudermos.

Obrigada Claudia!

E Vivi é verdade! Pelo título ia passar batido sabe, só quando ví a autora que aí mudou tudo! rs


Beijos
Lili

Carissinha disse...

Os dois livros parecem ser bem interessantes. Estou muito interessada em ler o segundo. Acho que deve ser ótimo.

Subscribe