30/01/2011

Bilionários Por Acaso: A Criação Do Facebook

Postado por Liliane Cristine |

Sinopse

A excitante história de como dois estudantes desenturmados de Harvard, que tentavam aumentar suas chances com o sexo oposto, criaram o site de relacionamento que se tornou uma das mais poderosas empresas do mundo, o FACEBOOK. Bilionários por acaso é uma aventura real, que envolve investidores poderosos, mulheres maravilhosas, a busca do estrelato social e muitas intrigas. De forma divertida e interessante, narra o fim da inocência no ritmo da criação controversa da rede social que revolucionou a maneira como milhões de pessoas se relacionam. 

Adorei o livro! Para quem ainda não sabe, o livro conta a história da criação do Facebook, retratando a vida de dois jovens amigos que cursando faculdade em Havard idealizaram uma maneira de fazer uma rede social que todos os estudantes da faculdade pudessem se comunicar, compartilhar fotos, vídeos e etc.

As histórias por trás do trabalho que ajudaram a tornar o Facebook o que é hoje são muito interessantes. O autor mostra por meio de ficção como um projeto bilionário pode mudar as pessoas e principalmente fazer as amizades terminarem em questão de segundos.

Como faço sistemas de informação, sempre tive curiosidade em saber um pouco mais a respeito da rede social Facebook... E aqui o autor conta tudo! Relatando principalmente a versão do co-fundador brasileiro Eduardo Saverin, que mesmo não tendo a versão do principal idealizador Mark Zuckerberg, o livro é bastante convincente e mostrou o que uma pessoa é capaz de fazer para conseguir principalmente status. Pois é, definitivamente Mark Zuckerberg se tornou um bilionário por acaso... Se você ler o livro irá entender.

Um detalhe que gostaria de deixar aqui registrado é que para quem leu o livro e depois viu o filme é uma decepção! O Mark Zuckerberg do livro é completamente diferente deste Mark que colocaram no filme! O cara é totalmente introspectivo, monossilábico (palavras do autor do livro) e no filme colocam essa versão hollywoodiana?! o.O Com um Mark mais 'humano', não o estrategista e oportunista do livro! Claro o cara é NERD, mas foi totalmente desleal com muita gente... Como o filme é uma adaptação do livro, para mim ficou ridículo!

Agora, vocês acreditam que os americanos acham que o Facebook foi praticamente a primeira rede social mundial?  (palavras do autor Bem Mezrich) Quem como eu já tem um bom tempo internet irá concordar que o Orkut veio antes do Facebook! E o brasileiro Eduardo Saverin provavelmente era ou ainda é um membro do Orkut, o que provavelmente deve ter contribuído para a "idealização" do Facebook.
Então, o único ponto negativo do livro ao meu ver, foi justamente em nenhum momento o autor Ben Mezrich ter citado o Orkut! Ele somente fala do MySpace que é mais uma exibição de egos do que uma rede social de fato como Orkut e Facebook.

Aí vocês podem se perguntar, por que o Orkut então não deu certo nos EUA e o Facebook sim? Simplesmente porque tudo isso aconteceu em Havard! O status foi a grande sacada de Mark Zuckerberg, muito mais que a programação em si... Já que para ele isso era brinquedo de criança! Mas essa é a minha opinião...

Não esquecendo ainda, que na verdade nem foi ele que teve a grande idéia em fazer uma rede social no campus da faculdade, isso na verdade foi idealizado pelos irmãos Winklevoss, que não sabendo nada de programação ingenuamente contataram Mark para ser o sócio deles. E para quem já sabe da história, viu muito bem que Mark acabou trapaceando eles...

Livro polêmico! E que com certeza irá influenciar e incentivar outros livros deste assunto...

Recomendo!

12 comentários:

Iris disse...

Eu quero muito ler esse livro, mas tem me faltado tempo. Todo mundo tem elogiado bastante!
E acho que se o orkut fosse pra ter crescido muito, teria. Pq é de autoria de funcionário do google, então...

Vivi disse...

Pois é, Lili esse livro tá na estante a espera de ser lido. Não vejo hora de tirar minhas conclusões acerca dessa biografia bastante comentada e geradora de polêmica.

Beijocas

Dandra disse...

Parece ser muito bom e polêmico. Mas pelo jeito, vou ver o filme primeiro ;)

Bjs

Cláudia Charão disse...

Eu também achei estranho não falarem do Orkut, quando ele surgiu tinha uma público estrangeiro bem grande. Eu gostei bastante do filme e do livro, agora estou curiosa para saber o lado do Mark.

Abs :)

Sweet-Lemmon disse...

Tenho o livro mas ainda não o li- portanto, não posso comentar s/ a obra em si. Agora, a respeito do Orkut: o Facebook é anos luz melhor, né? O orkut na verdade só tem voz aqui no Brasil e na India- O resto do mundo nem se lembra q isso existe. Gostava do Orkut antes do Google comprar e qdo vc tinha q ser convidado p/ entrar- hj em dia parece um mercado de peixe com spams e virus. Claro, q isso é a *minha* opinião :D

De qualquer forma, gostei muito da sua resenha!
Bjos!

J. disse...

Iniciei um blog, cujo objetivo é promover fanfics/contos/histórias, além de divulgar o trabalho de escritores aspirantes e experientes... Mensalmente, concursos elegem a melhor história/fanfic/crônica/conto... Agradeço se puder passar lá e se gostar, seguir. O link é: realidade-invisivel-aos-olhos.blogspot.com

Obrigada! Beijos ;*

La Sorcière disse...

Eu adorei o entusiasmo da sua resenha!!! Quanta diferença do filme para o livro!!

thaorteg disse...

Eu amei o filme, ótimo! Agora fiquei curiosa para ler...rs

Linda resenha!

@thaorteg

Celsina disse...

Nossa Lili!! Esse livro é bom mesmo hem... Quero ler também =p

Beijos!
Cel

Moniquinha disse...

Ineteressante..
Estava na duvida ainda se iria ler, mais agora que li o seu post me intereseii..
Estou te seguindo, se quiser me segue tbm..*-*

http://moniqueangels.blogspot.com/

Bjkssssssssss

Bárbara Lua disse...

Quero muito ler esse livro. O Mark parece mesmo ser oportunista, mas, realmente, no filme fazem ele humano. Quero ler e descobrir a verdadeira história. ;)
Ótima resenha, adorei. :)

Myrella disse...

Não me leve a mal, mas não sinto nem um pouco de vontade de ler esse livro, sei lá, a história em sim..achei sem graça, prefiro romances, HAHAHA.

Subscribe