13/07/2010

Lançamento "The Doors por the doors"

Postado por Liliane Cristine |

Com exclusividade para o blog Nossos Romances, acabei de receber por e-mail pela Editora Agir a novidade de mais um lançamento literário da Editora. Como hoje dia 13 de julho é o dia Mundial do Rock, achei a novidade bastante adequada para homenagear o dia que com certeza para os fãs do gênero como eu, irão amar!

O livro se chama "The Doors por the doors" e o lançamento está previsto ainda para este mês de julho!

Ao lado está a capa e logo abaixo estão citações de 3 roqueiros. Um deles é o vocalista do Linkin Park. Confira e comente o que você achou:

Para mim, The Doors sempre será a banda que me fez compreender que a música poderia significar algo mais do que uma agradável distração. Ainda era muito jovem quando os ouvi pela primeira vez. Os Beatles eram ótimos e eu adorava os Rolling Stones, mas eles não me faziam pensar. Apenas os ouvia. Então minha mãe trouxe para casa o primeiro álbum dos Doors, e o nome da banda, por si só, já chamou minha atenção. Era novo demais para entender o conceito de “portas da percepção”, simplesmente tinha achado o nome muito maneiro. Mas então ouvi a canção “Break On Through”. Foi uma revelação. Era cheia de energia, uma verdadeira ruptura em relação à música pop. Era algo intenso, revolucionário. Mesmo jovem, eu a entendia; ou, ao menos, entendia uma de suas interpretações. Lembro de levar o disco para meu quarto e tocá-lo sem parar. Ele me impressionava. Ouvia “The End” como se estivesse assistindo à televisão. Tinha a sensação de que provavelmente eu não teria permissão para escutar esse álbum.

Meu momento de conexão mais poderoso com a banda foi durante a adolescência, quando constantemente pensava sobre sexo, morte e minha própria vida, assim como a maioria dos jovens tende a fazer. Os discos da banda, em especial Strange Days, me faziam sentir pesado e pensativo. Na canção “People Are Strange”, quando Jim cantava “People are wicked when you’re unwanted” [“As pessoas são cruéis quando você é rejeitado”], me ajudava a entender o sentimento de inadequação que experimentava na escola. Como muitos jovens, eu não me encaixava naquele ambiente e não tinha ninguém para me proteger ou me dar apoio. The Doors assumiu este papel para mim.  

Henry Rollins, músico, escritor e ator.


Quando fui convidado para participar deste livro, senti-me honrado e empolgado por ter a oportunidade de falar sobre uma banda que significa tanto para mim. Os Doors sempre sobreviverão à prova do tempo. Sua história é um verdadeiro legado do rock ’n’ roll, misturando beleza, feiura, paixão e tragédia. Quando eles chegaram às ondas de rádio, todo um movimento musical foi destruído e um novo surgiu, com atitude pura, energia e poesia. Eles são a usina de força mais subestimada da história do rock. E, diferentemente de outros que se perderão no abismo, os Doors sempre falarão à juventude de qualquer época. Hoje em dia, a música não tem o poder de mudar as pessoas,e, cada vez mais, a garotada recorre às coleções de discos dos pais para encontrar algo razoável para ouvir. Posso apostar que, daqui a vinte anos, The Doors será maior do que jamais foi.
 

Chester Bennington, vocalista da banda Linkin Park.


Farei meu melhor para apresentar os fatos da maneira que ocorreram, e ajudar os Doors a contarem sua história da maneira mais organizada possível. Mas, verdade seja dita (ou não), é impossível fazer promessas. Mistérios irão surgir — e permanecer. Talvez a única coisa certa é que, quarenta anos depois de seu início em Venice e Santa Monica, a banda e sua música permanecerão como uma parte fascinante do rock ’n’ roll, no passado e no presente. Sempre presentes.
 

Ben Fong-Torres, jornalista renomado, responsável por selecionar, organizar e conteztualizar as entrevistas concedidas pelos membros dos Doors e pessoas relacionadas à banda.

3 comentários:

ligadona disse...

Adooooro biografias!!
=1

Hérida Ruyz disse...

Adoro The Doors, JIm Morrison era o máximo. Doidão, mas as musicas são incríveis.
BJs

La Sorcière disse...

Jim Morrison era gato demais!!!!!
Adoro as músicas!
Bjks

Subscribe